Educação ambiental Hotéis Fazenda Menino da Porteira & Projeto Andarilhos: preservar é conscientizar

Atualizado: 15 de Jun de 2020

Educação ambiental é um processo de educação, responsável por formar indivíduos preocupados com os problemas ambientais e que busquem a conservação e preservação dos recursos naturais e a sustentabilidade.


A educação ambiental nasceu com o objetivo de gerar uma consciência ecológica em cada ser humano, preocupada com o ensejar a oportunidade de um conhecimento que permitisse mudar o comportamento volvido à proteção da natureza.


O desenvolvimento sustentável deve estar, também, aliada à educação ambiental, a família e a escola devem ser os iniciadores da educação para preservar o ambiente natural. A criança, desde cedo, deve aprender cuidar da natureza, no seio familiar e na escola é que se deve iniciar a conscientização do cuidado com o meio ambiente natural.


É fundamental essa educação ambiental, pois, responsabilizará o educando para o resto de sua vida.



De acordo com a UNESCO, os quatro objetivos da educação ambiental para crianças são:

  • Conscientizá-las e sensibilizá-las em relação aos problemas ambientais.

  • Fomentar seu interesse em relação ao cuidado e melhoria do meio ambiente.

  • Desenvolver na infância a capacidade de aprender sobre o meio que nos cerca.

  • Ampliar seus conhecimentos ecológicos, em assuntos como energia, paisagem, ar, água, recursos naturais e vida silvestre.


Os Hotéis Fazenda Menino da Porteira em parceria com o Projeto Andarilhos Cobras do Bem de Ouro Fino, coordenado pelo professor biólogo Berto Albuquerque promove oficinas e workshops nas três fazendas, uma experiencia unica e rica para as crianças que podem se aproximar dos animais e aprender sobre a importância destes animais e porque protege-los.




No Hotel Fazenda Juca Mulato por exemplo, em Itapira, o Projeto Andarilhos Cobras do Bem apresenta nas manhas de domingo uma completa e educativa palestra sobre a 'Preservação das Serpentes'


"...Apesar do medo, cobras devem ser preservadas...", ensina o professo Beto Albuquerque

Animal cercado de medos e superstições é importante predador de ratos. Matar cobras é crime ambiental e a recomendação é chamar os bombeiros.


A cobra é um animal cercado de medos e superstições. Como para muitas pessoas elas são malignas, geralmente são mortas, mas ao eliminar as cobras, também eliminamos um predador importante dos ratos, considerados uma praga nociva. Dependendo da cobra, ela pode comer até 15 ratos em uma semana.


O professor Beto, especialista em serpentes, é referência no salvamento de espécimes em risco em Ouro Fino, na região do Sul de Minas. O Projeto resgata animais peçonhentos em Ouro Fino e em parceria com o Instituto Butantã, os encaminha para a produção do soro antiofídico.







O professo Beto reforça a necessidade de preservação das cobras como predadores dos ratos, que transmitem doenças.O perigo para o ser humano realmente existe, já que, em média, a cada mil pessoas picadas, uma morre da vítima. Mas além da necessidade de preservação, matar uma cobra é crime ambiental, já que elas são animais silvestres. Quem encontrar uma cobra deve chamar o Corpo de Bombeiros 193.


As crianças hospedadas tem oportunidade de contato com serpentes, demistificando conceitos errados que foram introduzidos no passado, e levando para o futuro um legado de conscientização e preservação, sempre sob a segunda e atenta coordenação da equipe do Projeto Andarilhos.




No Hotel Fazenda Bom Café, em Ouro Fino, alem do workshop 'Preservação das Serpentes' o projeto desenvolve uma divertida aventura junto as crianças a noite chamada 'Caça aos Anfíbios' onde o Prof Beto com sua equipe sai a procura dos sapos, pererecas, e demais animais noturnos presentes em abundancia na fazenda. Apesar do nome, a busca naturalmente é apenas contemplativa. Com lanternas e celulares, o primeiro encontro com esses animais é um momento unico na vida dos pequenos, e uma oportunidade para sensibiliza-los sobre questões ambientes e preservação.


Todas as semanas ao menos 40 crianças diferentes passam por esta experiencia transformadora nos Hotéis Fazenda Menino da Porteira. Sem contar os meses de janeiro e julho nos quais a agenda é mais frequente, ao menos 3.000 crianças participam do experimento por ano. Esta é o grande legado do Projeto Andarilhos Cobras do Bem que tem total apoio dos Hotéis Fazenda Menino da Porteira.


Se voce quer levar o projeto para sua empresa, ou sugerir açoes relacionadas a educação ambiental, entrem em contato conosco através do formulario abaixo.




145 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo